Na minha lista#5 - O Jovem Sherlock Holmes, Andrew Lane


Olá, queridos (as). Tudo certo? Espero que sim, não muito porque amanhã é segunda e volta tudo de novo rs. Hoje venho apresentar para vocês mais alguns livros nos quais estão como os desejados no Skoob. Hoje vou falar sobre O Jovem Sherlock Holmes do Andrew Lane. Não sei muito bem como eu descobri essa coleção, mas foi bem no começo quando lançou A Nuvem da Morte. Hoje no total são três livros, Nuvem da morte, Parasita Vermelho e Gelo Negro. Eu sou completamente apaixonada pelo Sherlock Holmes, tanto no mundo literário, dos filmes e do seriado e confesso que fiquei curiosa para saber se ele vai continuar com a mesma dinâmica que do Sir Arthur Conan Doyle. Eu espero de verdade comprar os três na Bienal que estou super animada para ir, um dos meus sonhos desde que comecei minha grande paixão por livros e tudo mais. Abaixo vou deixar cada livro e espero que vocês curtam também e quem já leu o que achou? Deixe seu comentário abaixo para quem ainda não conhece a estória ou está em dúvida. Beijos. Até amanhã e não deixem de visitar e ler outras postagens aqui do blog.



DOIS CADÁVERES UM HERÓI EXTRAORDINÁRIO Sherlock Holmes tem apenas catorze anos quando, ao caminhar por um bosque, descobre um cadáver. Trata-se de um homem. Está coberto de pústulas. É então que Holmes começa uma nova vida. Sua mente destemida e a sede de aventuras conduzem-no por uma jornada capaz de deixar qualquer um sem fôlego: da tranquilidade da vida no campo ao submundo das docas londrinas, enfrentando fogo, espionagem e sequestros, até o cerne de uma aterrorizante trama que poderá mudar o futuro da Grã-Bretanha. “Um lampejo de cor em meio às árvores chamou sua atenção: manchas vermelhas sobre um fundo branco. Sherlock chegou mais perto, pensando que se tratasse de um cogumelo gigante no chão, mas havia algo no formato daquilo que o incomodava. Parecia... Uma nuvem de fumaça começou a desprender-se do objeto justamente quando Sherlock o reconheceu: o corpo retorcido de um homem caído no chão. A fumaça dissipou-se, levada pela brisa, mas não havia nenhum sinal de fogo. Por um momento Sherlock pensou que o homem estivesse deitado ali fumando um cachimbo, por algum motivo com o rosto envolto em um lenço branco de estampas vermelhas. Ao aproximar-se, contudo, percebeu que as manchas vermelhas não eram marcas em um cogumelo nem estampas em um lenço branco."



                  

1 Comentários :

  1. Como fã do Sherlock tradicional do Conan Doyle, confesso que tenho um certo receio quanto a essa série. Ainda assim, acho que daria uma chance. Como você disse, espero que siga a mesma dinâmica.

    http://cantinadolivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

O Comentário é seu cartão de visita.
Comentários ofensivos e agressivos não serão publicados!
Comentários com propagandas ou coisas afins serão deletados.
Caso queira parceria comunique aqui ou se não no nosso Formulário de Contato

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos