[Resenha] A Esperança, Suzanne Collins

Titulo: A Esperança
Titulo Original: Hunger Games - Mockingjay
Autora: Suzanne Collins
Editora: Rocco
Páginas: 419

Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais de lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução.
A coragem de Katniss nos jogos fez nascer à esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo.
O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?
Acompanhe Katniss até o fim do thriller, numa jornada ao lado mais obscuro da alma humana, em uma luta contra a opressão e a favor da esperança.

Essa resenha em certos momentos terá Spoilers.

Primeiro peço desculpas, ontem ia fazer meio que uma postagem surpresa, mas internet deu à louca e só voltou bem à noite e resolvi não posta. Agora vamos a nossa resenha, como muitos sabem esse é o último livro da Trilogia: Jogos Vorazes, na qual foi muito criticada. Quando comprei esse Box não sei se comentei na resenha do primeiro livro eu fiquei de certo modo dividida, porque varias pessoas diziam que no último livro tinha que ter a cabeça aberta, e realmente em certos momentos você precisa e blablablá, então vamos comentar sobre ele agora, digamos que esse livro tem um certo magnetismo, quando você começa a ler você se deixar levar completamente, a ansiedade, nervosismos e curiosidade chegam a flor da pele e não te deixam largar o livro por um momento sequer. Como os dois livros anteriores da nossa querida Suzanne ele é divido em três partes.

A primeira é a “As Cinzas”, primeira parte do livro, prepara o leitor para certos momentos que as partes seguintes causarão (quando digo momentos, sim são momentos que tiram suas palavras). Começa com Katniss vendo o Distrito 12 destruído após o bombardeiro da Capital, que nem precisamos perguntar o motivo certo? Distrito 12 não existe mais, poucas pessoas se salvaram é claro que a família de Katniss se salvou e outras também graças a Gale, melhor amigo de Katniss rs. Esse momento Katniss está meio que confusa devido aos ocorridos do final de Em Chamas (não posso contar é claro se não pessoas vão me matar com certeza rs). Agora ela é sua família e outras famílias do Distrito 12 estão no Distrito 13 no quais várias pessoas sempre acreditaram que tinha sido destruído por se rebelarem contra aquela coisa toda. Essa parte do livro conta mais a nova rotina de Katniss junto com Gale e os outros tributos que foram salvos pelo Distrito 13 da arena “estranha” de Em Chamas.


– A gente não viu Peeta. Só o pontoprop no 8. Depois a gente desligou o aparelho porque as imagens começaram a te chatear. Entendeu? – pergunta ele. Balanço a cabeça em concordância. – Termina seu jantar. – Eu me controlo o suficiente, de modo que no momento em que Plutarch e Fulvia entram, estou com a boca cheia de pão e rebolho (...) Ninguém menciona Peeta. Página 127.

A segunda parte “O Assalto”, conta algumas coisas ainda no Distrito 13, conta como Peeta é resgatado da Capital e onde se descobre que ele foi telessequestrado (para quem não sabe, é meio que uma lavagem cerebral estranha). Meio que todos sofrem, pois, Peeta fica extremamente agressivo em todos os sentidos. Essa parte também nos conta que tem a invasão no Distrito 2 no qual é escolhido a maioria dos Pacificadores, porque é o distrito que as pessoas tem, digamos, menos medo. E sempre os homens são voluntários para serem Pacificadores e também como tributos.

Bom, ele deve saber. Respiro fundo, forçando-me a manter intacta a minha integridade física e moral.– Quando mais você conseguir se distrair, melhor – diz ele. – A primeira coisa que a gente vai fazer amanhã é providenciar uma corda para você. Até lá, pode ficar com a minha. Página 172. 
A terceira parte “A Assassina” é o grande final e a parte da grande revolta. Vários momentos, quase todos te dão uma revolta inexplicável, agora entendo o porquê de várias pessoas em suas resenhas avisarem para os leitores terem uma mente aberta no final desse livro porque em certos momentos, não tem como engolir mesmo. Mais isso faz parte de qualquer livro, nada é perfeito. Suzanne termina o livro de forma rápida, fria e curta. Mesmo ela fazendo certos momentos serem péssimos, ela apenas nos mostra que em guerras, temos perdas, sofremos e nada é perfeito. E que para a liberdade tudo tem o seu preço.


(...) Da promessa de que a vida pode prosseguir, independentemente do quão insuportáveis foram as nossas perdas. Que ela pode voltar a ser boa. E somente Peeta pode me dar isso.Então, depois, quando ele sussurra:– Você me ama. Verdadeiro ou falso?Eu digo a ele:
– Verdadeiro. (sem página)

Então é isso meus caros leitores, terminamos aqui nossa Trilogia: Jogos Vorazes. Espero que vocês tenham gostado para quem não leu as resenha de Jogos Vorazes e Em Chamas, é só clicar no link e pronto. Beijos e até a próxima resenha. 


16 Comentários :

  1. Eu li toda a trilogia e amei. Meu preferido é Em Chamas *-*
    Me decepcionei umpouco com o final. Como você disse, a autora terminou de forma fria e eu queria mais detalhes, rs.
    Beijos,

    Letícia
    www.odomdaescrita.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que todos desejaram um final mais detalhado, mas vindo da Katniss não me surpreendi dela terminar daquela forma KKK Em Chamas também é meu favorito, espero que no cinema não façam merda como fizeram no primeiro filme, no qual eu gostei, mas nem tanto :/. Obrigada pela comentário e volte sempre Letícia.

      Excluir
  2. Jogos Vorazes é a melhor trilogia que li esse ano. Tem muita ação, muita emoção e é eletrizante.

    Também falei sobre Jogos Vorazes, olha lá: www.pipocamusical.com.br/tag/suzanne-collins

    Abraços!

    Raquel Moritz
    www.pipocamusical.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jogos Vorazes para mim foi a segunda melhor Trilogia, a primeira foi Maze Runner, uma ótima Trilogia com muita ação e recomendo com certeza. Tem resenha dele aqui no blog também, menos do último livro no qual ainda não postei. Obrigada pelo seu comentário e volte sempre ^^.

      Excluir
  3. Olha, comecei esse livro bem impaciente, mas quando terminei, senti uma alívio pela forma como a autora o acabou.
    É muito difícil escrever uma distopia que se torne crível na cabeça dos leitores, e foi justamente esse final, que tornou tudo real pra mim. Foi esse final que vendeu toda essa série na minha cabeça.
    Também achei frio, cruel e rápido. Mas olhando pelo lado de quem esta no livro, não tinha como ser quente nem doce nem longo.
    Essa crueldade toda valeu a pena porque a vida é isso mesmo. Imagina só uma vida em um mundo distópico onde tudo pode ser nada e um dia pode ser toda a sua vida?
    Sua resenha esta diva, garota! Apesar de discordar quanto ao final. hehe

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também comecei o livro assim, ainda mais por causa dos comentários que até citei de ter a cabeça aberta por causa de certos acontecimentos, meio que queria provar se tudo que o diziam era verdade. Eu acho que ela passou apenas a realidade, porque sinceramente se tivesse terminado uma maré de rosas e violetas ia ter estragado o final completamente. Na minha opinião é claro. Obrigada pelo comentário. Beijos.

      Excluir
  4. Oie :)

    Eu sou apaixonado nessa série, acho que a Suzanne errou e feio nesse final viu, mas como você disse ela ensinou que em uma guerra temos perdas, beijos :D

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teve certos momentos que eu também achei que ela errou feio coisas que só acreditei depois de alguns dias que li algumas partes. Na verdade o final para mim foi esperado. Nem me abalei muito na verdade rs. Obrigada pelo seu comentários. Beijos.

      Excluir
  5. Particularmente, eu gostei do final de A Esperança. Acho que a tia Suzanne não podia ter terminado melhor. É claro que eu fiquei revoltada com muitos rumos e com o final de alguns personagens, mas então percebi que nada podia ser diferente: os traumas e as perdas são os reflexos de qualquer guerra.
    Adorei a resenha e o blog :) Estou seguindo!
    http://estoriasdacarter.blogspot.com.br/
    Beeijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho que o final foi adequado tanto para o livro como para a personagem. Como eu disse, na guerra alguém saí perdendo e sofrendo por algo ou alguém e foi isso que ela transmitiu o livro todo. Vou seguir de volta e obrigada pelo comentário. Beijos.

      Excluir
  6. Dei uma "espiadinha" básica na sua resenha, por que não li nenhum volume da série, mas já que pretendo ler, não quero nenhum Spoiler.
    Faz tempo que quero ler essa série, mas estou esperando abaixar o preço!
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, em vários sites os preços abaixaram e ainda tem um broche do simbolo se não me engano (o meu veio com um broche e roubaram, é rs). Eu esqueci de colocar nos links as resenhas de Jogos Vorazes e Em Chamas, elas não tem Spoiler, eu garanto. rs Obrigada pelo comentário e volte sempre. Beijos.

      Excluir
  7. Hey Hey

    Ain que ansiedade! Estou relendo Jogos Vorazes para ler Em chamas e sempre amei a saga - pelo menos o primeiro livro é fantástico.
    Tive cuidado com a sua resenha para não ler spoilers! haha

    Mas ficou esplendida! Adorei os pontos citados. :]
    Seguindo seu blog xuxu*

    > http://apanhadordelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meio que foi impossível não fazer essa resenha sem Spoiler, infelizmente esqueci de colocar os links das resenhas dos outros dois livros. Em Chamas para mim foi o melhor, com certeza, chegou ao seu auge na ação. Obrigada por seguir comentar. beijos.

      Excluir
  8. Oi, menina.

    Sua resenha está muito boa, acho que falarei menos na minha - embora soltar algum spoiler seja inevitável. Eu detestei os rumos que a Suzanne tomou, não foi um final digno, mesmo com as perdas pela guerra. Tive a sensação de que muitas perdas foram desnecessárias e sofri.

    Amo muito a série, apesar das queixas. Meu volume favorito é Em Chamas, tanto que o li duas vezes seguidas.

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta comprovado, Em Chamas foi o livro favorito de muitos leitores. Entendi, realmente tentei ao máximo não colocar Spoiler, mas ia ficar meio vago a resenha (na minha opinião é claro). Sim, algumas perdas foram super desnecessárias, me deu uma raiva completa, mas olhando de um lado se não fosse "certa pessoa" seria outra. :/ Obrigada pelo comentário e volte sempre. Beijos.

      Excluir

O Comentário é seu cartão de visita.
Comentários ofensivos e agressivos não serão publicados!
Comentários com propagandas ou coisas afins serão deletados.
Caso queira parceria comunique aqui ou se não no nosso Formulário de Contato

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos